Ação da Suzano atinge valor histórico após aval da CVM

Por Valor Econômico

O aval da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) à operação que vai combinar os negócios de Suzano Papel e Celulose e Fibria aumentou a confiança dos investidores na consumação do negócio e impulsionou as ações da primeira companhia na B3. Na maior alta de ontem do Ibovespa, os papéis da Suzano avançaram 7,4%, a R$ 54,12 cada, na máxima histórica considerando-se valores ajustados. Desde 16 de março, quando foi anunciado o acordo entre as duas companhias, a valorização supera 130%. Em um ano, os papéis da Suzano acumulam valorização de 191%.