Suzano Papel e Celulose propõe migração para o Novo Mercado da B3

A Suzano Papel e Celulose, multinacional brasileira e uma das maiores produtoras integradas de celulose e papel da América Latina, anunciou a intenção de ingressar no Novo Mercado da B3, o mais alto nível de governança da Bolsa. A decisão foi aprovada em Reunião do Conselho de Administração na tarde de ontem e comunicada em Fato Relevante divulgado nos canais oficiais, e está sujeita ao cumprimento prévio do acordo de acionistas da Companhia.

“Esse é um passo que reafirma o nosso compromisso em cultivar os mais altos padrões de governança. É também uma demonstração de que nossa companhia está preparada para novos ciclos de crescimento”, afirma David Feffer, Presidente da Suzano Holding e do Conselho de Administração da Suzano Papel e Celulose. “Nossa decisão, para a qual esperamos o apoio de todos os acionistas, cria condições para que continuemos evoluindo, empreendendo e inovando”, complementou o empresário.

Para se enquadrar ao Novo Mercado, todas as ações preferenciais serão convertidas em ações ordinárias. Assim, todos os acionistas terão direito a voto nas decisões da companhia, além de terem o direito de venda conjunta (tag along) em caso de transferência de controle.

Diferentemente de outras transações de migração de segmento de listagem, o Grupo controlador, em um gesto positivo, decidiu abdicar de um possível prêmio de conversão, propondo a migração sem qualquer diluição aos acionistas preferencialistas. Trata-se de uma grande evolução na governança corporativa que materializa o compromisso da Suzano e de seus acionistas controladores com o País, com o mercado de capitais e com todos os seus stakeholders. A unificação das classes de ações contribui ainda mais para posicionar a Suzano como protagonista no redesenho do setor no longo prazo.

A migração para o Novo Mercado e a proposta de conversão das ações serão submetidas à aprovação dos acionistas em Assembleia Geral que será convocada em breve.

Walter Schalka, Diretor-presidente da Suzano Papel e Celulose, ressalta que “entrar para o Novo Mercado é uma prova de nosso esforço em manter o alinhamento de interesses entre os acionistas e torna mais explícita a confiança que depositamos no mercado de capitais como fonte de recursos para o crescimento sustentável dos negócios.”

Para saber mais, clique aqui e confira o infográfico com mais informações.