Suzano/Schalka: Condições de mercado são bastante favoráveis até 2022

Por Broadcast

A Suzano Papel e Celulose tem uma visão positiva para o setor até 2022, segundo o diretor executivo de Finanças e Relações com Investidores da empresa, Marcelo Bacci. “Nossa visão é de um mercado mais favorável até 2022, com crescimento firme e consistente da demanda. No curto prazo, acreditamos também que as condições suportam os preços praticados hoje”, afirmou o executivo durante teleconferência com analistas e investidores.

Além de reforçar os sinais positivos do mercado para 2019, o executivo ressaltou números fortes do terceiro trimestre, um período que foi marcado por um recorde de produção de fibra curta. “Isso se deve, principalmente, a ausência de paradas relevantes para manutenção no período, com crescimento da ordem de 1 milhão de toneladas na produção em relação ao mesmo período do ano anterior”, acrescentou.

Além disso, disse Bacci, segundo levantamento mensal do PPPC (Pulp and Paper Products Council) os estoques globais de fibra curta estavam em 41 dias no mês passado. No final de setembro, os estoques globais de celulose estavam em 37 dias. “Ou seja, o mercado absorveu toda essa produção adicional”.