Home / Com movimentação estimada em R$ 481 milhões, Suzano colabora para o fomento da economia local

05/01/2021

Com movimentação estimada em R$ 481 milhões, Suzano colabora para o fomento da economia local

Aproximadamente 30% das compras da empresa são feitas com empresas de Três Lagoas e região, índice que se manteve durante a pandemia

A Suzano, referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto, manteve seu compromisso com o desenvolvimento social das comunidades em que atua e fechou o ano de 2020 com a movimentação de R$ 481 milhões com a aquisição de bens e serviços na economia de Mato Grosso do Sul.

A estimativa do Programa de Fornecedores da empresa corresponde a um acréscimo de R$ 4 milhões em comparação a 2019, quando foram movimentados cerca de R$ 477 milhões em compras de micro e pequenas empresas locais, mesmo diante de um cenário de pandemia.

“A Suzano acredita no fortalecimento dessa cadeia de valor localmente. Faz parte dos nossos valores promover o desenvolvimento social nas regiões onde atua e, por isso, buscamos priorizar micro e pequenas empresas regionais, o que se manteve durante o período de pandemia do novo coronavírus. Tivemos várias frentes de atuação voltadas para a manutenção da sustentabilidade local diante da pandemia, entre elas ações que incluíram nossos fornecedores”, destaca Gustavo Salvador, coordenador de Suprimentos da Suzano.

Dentre as ações adotadas pela empresa para o fortalecimento da economia local e colaborar com a redução dos impactos gerados pela pandemia, estão: ações de antecipação de valores de pedidos de compra e a manutenção dos pagamentos de empresas terceiras.

Atualmente, cerca de 30% das aquisições de bens e serviços da Suzano são de fornecedoras locais, boa parte delas, micro e pequenas empresas. Neste ano, 70 empresas da região forneceram bens e serviços para a Unidade de Três Lagoas. Somando os dois últimos anos, foram quase R$ 1 bilhão em negócios firmados com fornecedores de Três Lagoas e região, R$ 958 milhões, o que corresponde a uma média de R$ 39,9 milhões ao mês em negócios com empresários regionais.

Qualificação

Desde que iniciou suas operações em Mato Grosso do Sul, a Suzano tem sido uma das empresas-âncoras parceiras do PQF (Programa de Qualificação de Fornecedores), do IEL (Instituto Euvaldo Lodi), que visa a qualificação e certificação de micro e pequenas empresas para que possam fornecer à grandes indústrias.

“Para a Suzano é importante ter fornecedores locais preparados para atender as demandas e necessidades de grandes indústrias. Além disso, um fornecedor forte consegue gerar renda e empregos. Esses novos colaboradores têm maior chance de se qualificarem, o que gera uma mão de obra também forte. É um círculo virtuoso muito positivo para todos em que a região está cada vez mais desenvolvida e forte economicamente. E é isso que a Suzano busca. Afinal, ‘Só é bom para nós, se for bom para o mundo’, completa Salvador.

Entre os participantes do PQF, está Marco Antonio Barbosa, da Otino Empreiteira de Três Lagoas, acompanhou a evolução gerada pelo programa na empresa. “O que acontece é que precisamos evoluir sempre. E um programa como o PQF não pode ser visto como um gato, mas como um investimento feito pela empresa, que trará grande retorno em diversos setores. A Otino participa do PQF há sete anos e não temos intenção de parar. A empresa começou com 10 funcionários e hoje são 55”, completa, que faz parte do Programa de fornecedores da Suzano.

Desde que iniciado, o PQF colaborou para a qualificação de mais de 456 e certificou 279 micro e pequenas empresas da região. Em outubro deste ano, o PQF certificou mais 41 empresas da região em uma ação inédita. Por conta da pandemia, toda a auditoria foi retoma, com o apoio de 16 auditores fiscais disponibilizados pela Suzano.

Atualmente, 135 empresas certificadas pelo PQF estão na base de fornecimento da Suzano.

Confira também:

2021-01-21 20:48:28