Mercado de Carbono

O objetivo do Mercado de Carbono é estimular países e empresas a se responsabilizarem pelas suas emissões de carbono, compensando o impacto de suas atividades. Ele é um instrumento temporário para ajudar na transição para uma economia de baixo carbono.

Como funciona

No Mercado de Carbono, 1 crédito de carbono equivale a 1 tonelada de CO2 equivalente capturada ou que deixou de ser emitida na atmosfera. Uma organização que removeu mais Gases de Efeito Estufa do ar do que emitiu em suas operações, por exemplo, pode vender seus créditos para outra que ainda não atingiu sua meta, desde que os créditos sejam analisados por uma entidade independente ou correspondam ao que a lei exige, no caso do mercado regulado. Essas transações ajudam a compensar uma parte das emissões de carbono no planeta, o que pode auxiliar no combate ao aquecimento global do nosso planeta.

Tipos de Mercado de Carbono

Regulado

É o mercado estabelecido por um ente governamental, que pode ser um país, um estado ou uma região, como a União Europeia. Seu objetivo é limitar as emissões de carbono a níveis máximos estabelecidos e possibilitar alternativas sustentáveis de desenvolvimento e de criação de tecnologias mais limpas. Nesse contexto, são distribuídas permissões de emissões, chamadas de allowances, até que se atinja o limite estabelecido. Essas permissões geralmente podem ser comercializadas entre as partes.

As reduções de emissões de Gases de Efeito Estufa são consideradas oportunidades de negócios para os setores de maior eficiência, podendo ser comercializadas como créditos de carbono e sujeitas a registros da Organização das Nações Unidas (ONU). Esse mercado já existe na União Europeia e em dezenas de outras jurisdições.

Voluntário

Nesse mercado, qualquer empresa, pessoa, ONG ou governo pode gerar ou comprar créditos de carbono voluntários. Esses créditos são auditados por uma entidade independente e não estão sujeitos a registros da ONU. O Brasil, por enquanto, só atua no Mercado Voluntário de Carbono. Para saber mais sobre esse assunto, acesse a página Indicadores de Sustentabilidade.

Acessar Indicadores de Sustentabilidade

nossos créditos
de carbono

Por sermos uma companhia que investe no plantio de árvores de eucalipto, na conservação de matas nativas e na restauração de áreas degradadas, capturamos mais carbono do que emitimos na atmosfera, o que nos possibilita atuar na estruturação de projetos que atendam a todos os requisitos metodológicos, levando à geração de créditos de carbono, que podem ser transacionados com outras partes.

As iniciativas Projeto Cerrado de Carbono e Projeto Horizonte de Carbono trarão contribuições nesse sentido. Essas inciativas estão localizadas no Mato Grosso do Sul, na unidade de Ribas do Rio Pardo, que será inaugurada em 2024, e na fábrica de Três Lagoas, já em atividade. A geração de créditos de carbono será feita em uma parte de nossas operações, em projetos elegíveis ao Mercado Voluntário de Carbono brasileiro.

Somos positivos para o clima

Retiramos mais CO2 da atmosfera do que emitimos em nossas operações, o que nos torna uma empresa positiva para o clima. Confira nossas ações para combater a crise climática na página Clima.

Podemos ajudar?

Busque pela resposta que precisa em nossas Perguntas Frequentes. Caso prefira, entre em contato com a gente pelo Fale Conosco.