Seja bem-vindo(a) ao

Relatório Suzano!

2019

O ano de 2019 foi um dos períodos mais emblemáticos da história da Suzano. Definimos alguns eixos fundamentais nesse período e trabalhamos neles: captura de sinergias, integração de processos e sistemas e, não menos importante, disseminação dos nossos Direcionadores de Cultura e divulgação da nossa visão estratégica, que nos auxiliam a construir o futuro que queremos para nós e para o mundo.

Walter Schalka, Presidente da Suzano

Foto: Sérgio Zacchi

Acesse a mensagem do Presidente sobre o primeiro ano da nova Suzano. Conheça os principais destaques da companhia em 2019 e confira também a sua visão do negócio de longo prazo.

A Suzano do presente e do futuro

Quais são as possibilidades de novos produtos a partir do plantio de eucalipto? Como podemos contribuir para uma economia de baixo carbono a partir da nossa biomassa, que é a mais competitiva do planeta? Quais são os principais desafios e dificuldades que enfrentamos nesses processos? As respostas a essas e outras questões estão ancoradas no conceito de inovabilidade, que alinha duas visões determinantes para o sucesso da empresa: inovação e sustentabilidade. Sua incorporação crescente visa trazer impactos positivos para o negócio e para toda a sociedade, que demanda cada vez mais soluções sustentáveis no uso de fibras, combustíveis e energia.

Veja as linhas de pesquisa, entre outros assuntos relevantes, acessando nosso Relatório.

Carlos Eduardo Scardua, Almir Rogerio da Silva e Rodolfo Araújo Loos, Ecofisiologia Florestal. Unidade Aracruz (ES).
Foto: Márcio Schimming

Compromissos assumidos

Você sabia que a Suzano quer oferecer, até 2030,

10 milhões

de toneladas

de produtos de origem renovável que poderão substituir plásticos e derivados de petróleo?

E que, nesse mesmo período, está trabalhando para tirar aproximadamente

200 mil pessoas

da linha da pobreza em suas regiões de influência?

Essas e outras metas, como ser ainda mais climate positive retirando da atmosfera

40 milhões

de toneladas

de carbono, foram assumidas pela companhia para este momento que a ONU está chamando de Década da Ação (de 2020 a 2030).

Conheça as metas de longo prazo da empresa e sua estratégia de sustentabilidade.

Transparência nos dados

Mais de 250 indicadores, 400 tabelas e gráficos. Isso é uma amostra do que você vai encontrar na Central de Indicadores: uma plataforma desenvolvida para oferecer aos leitores dados quantitativos e qualitativos sobre as operações e os impactos da companhia, tudo com muita transparência.

Lá, você vai conhecer o conjunto das divulgações GRI e outros indicadores corporativos de relevância para a companhia. Vai conhecer também a correlação dessas informações com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e com as recomendações da Task Force on Climate-Related Financial Disclosures (TCFD), iniciativa que a Suzano apoia formalmente.

Thamires Silva, estagiária de Desenvolvimento Organizacional (RH), e Amanda Cordeiro, estagiária de Comunicação. Escritório Central. Foto: Fotocontexto

Infográfico Suzano 2019

Informações fundamentais para compreender a companhia e sua forma de atuar, destaques de 2019, sua visão de longo prazo, estratégia de sustentabilidade e metas de longo prazo estão no Infográfico Suzano 2019. O material é dirigido a diferentes públicos de relacionamento da companhia, incluindo colaboradores, clientes, fornecedores, comunidades, Poder Público e investidores, entre outros.

Tudo isso de forma resumida e didática, dando ao leitor uma visão geral sobre o primeiro ano da empresa.

Da esquerda para a direita: Willians Silva Rodrigues, Layane Bonfim dos Santos, Ana Célia Araújo da Silva, Jeysly Bandeira de Oliveira, Gina Kercia de Sousa Pimentel, Jessyca Cleanne da Mata Araujo e Izabela Lobato de Souza, da Segurança do Trabalho Industrial. Unidade Imperatriz (MA). Foto: Márcio Schimming

Mosaico florestal em Mucuri (BA). Foto: Ricardo Teles